PROJETO CORPORATIVO DE ERGONOMIA: PROPOSTA DE CATEGORIAS DE ANÁLISE

Autores

  • Suzana Dantas Hecksher Universidade Federal Fluminense Fluminense – Departamento de Engenharia de Produção
  • Fernando Toledo Ferraz Universidade Federal Fluminense – Departamento de Engenharia de Produção
  • Hilka Flavia Saldanha Guida Escola Nacional de Saúde Pública (Fiocruz)

DOI:

https://doi.org/10.17648/rea.v14i1-5

Palavras-chave:

macroergonomia; análise ergonômica do trabalho (AET); projeto corporativo de ergonomia; ergonomia participativa.

Resumo

Este texto trata de um projeto corporativo de ergonomia realizado em um parque de usinas termelétricas (UTE) que teve como objetivos promover melhoria do desempenho e das condições de trabalho, além de ampliar a percepção dos trabalhadores sobre ergonomia. A análise dos resultados parciais de 25 Análises Ergonômicas do Trabalho (AET) realizadas em 5 UTE foi feita a partir da análise de conteúdo de 100 relatórios de projeto, propondo-se uma estrutura de categorias de análise de AET para as seguintes dimensões: problemas identificados, causas diagnosticadas e ações planejadas. Esta categorização evidenciou como resultado do projeto a ampliação da abrangência das intervenções ergonômicas no parque termelétrico. Observou-se a importância da metodologia integradora e participativa adotada. Também foram identificadas oportunidades de melhoria do programa corporativo relacionadas à atuação dos comitês de ergonomia e ao alinhamento entre as ações ergonômicas e as de segurança e saúde ocupacional, entre outras.

Publicado

2020-08-05