AVALIAÇÃO DE CONFORTO NA POSIÇÃO SENTADA: VARIAÇÃO POSTURAL COMO MEIO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE DOS USUÁRIOS DE CADEIRA DE RODAS

DOI:

https://doi.org/10.17648/rea.v14i1-9

Palavras-chave:

Postura sentada, Conforto, Usuários de cadeiras de rodas, Saúde

Resumo

A permanência prolongada na postura sentada em cadeira de rodas, sem que ocorra frequente mudança postural, favorece o desenvolvimento de lesões por pressão, desconforto nas costas, entre outros problemas de saúde. O objetivo deste estudo foi avaliar o conforto de usuários de cadeira de rodas, considerando a variação postural na posição sentada. A pesquisa se caracteriza como teórico-aplicada, de caráter descritivo e realizada sob o paradigma quantitativo. Participaram do estudo sessenta e quatro sujeitos divididos em dois grupos: Grupo Cadeirantes e Grupo Controle. O conforto foi avaliado nos ângulos de inclinação em 90°, 100°, 110° e 120° do encosto e apoios de pés de uma cadeira experimental. Os resultados não mostraram diferenças significativas na percepção de conforto entre os dois grupos. Os ângulos 100° e 110° foram os que apresentaram maiores níveis de conforto. Acredita-se que a presença de mecanismos para variação postural na cadeira de rodas poderá auxiliar no conforto e na saúde dos usuários de cadeira de rodas considerando a diminuição de pressões e redução da dor/desconforto nas costas.

Publicado

2020-08-05